Câmara Legislativa do DF debate valorização de administrativos da segurança pública

A Câmara Legislativa do Distrito Federal promove na próxima segunda-feira (26), às 15h, audiência pública para debater a “Valorização dos Servidores Administrativos da Segurança Pública”. O evento é uma iniciativa do deputado distrital Wellington Luiz (PMDB) e foi proposto após diálogo com as entidades representativas das categorias administrativas que atuam em órgãos de segurança.

“Infelizmente, essas categorias sofrem hoje com uma série de problemas comuns. Por isso entendi ser pertinente a audiência”, afirma Wellington Luiz. Parte das entidades convidadas são de âmbito federal, com problemas em todos os estados brasileiros. Para dialogar com elas, foram convidados o ministro da Justiça, Torquato Jardim, o deputado federal Rôney Nemer (PP/DF) e o senador Hélio José (PMDB/DF).

Exemplos dos problemas que afligem todos os órgãos de segurança podem ser encontrados na Polícia Federal. Há mais de dez anos o SINPECPF, sindicato que representa os servidores administrativos do órgão, luta pela reestruturação da carreira e pela regulamentação das atribuições da categoria. As promessas e acordos feitos pelo governo não foram cumpridos e aos poucos a categoria vai encolhendo. “Faltam servidores nos estados e também aqui no DF. Quem quiser comprovar só precisa visitar qualquer uma de nossas unidades e atestar o grande número de policiais federais atuando em nossa área, desviados de função”, denuncia Éder Fernando, presidente do SINPECPF.

A realidade é partilhada pela Polícia Rodoviária Federal, cujos servidores são representados pela Associação Nacional dos Servidores Administrativos da PRF (Ansal). Como explica a presidente Rejane Maria da Rosa, a escassez de servidores se deve aos baixos salários e à falta de perspectiva de longo prazo dentro da carreira. “O servidor entra e logo percebe que a carreira não dá oportunidade de crescimento. Para piorar, ele vê um policial desviado de função fazendo o mesmo trabalho e ganhando cinco vezes mais. Não há vocação que suporte tamanho descaso”, ela protesta.

Também foram convidados para participar do debate o secretário de segurança do DF; Edval Novaes; o diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello Coimbra; o diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal, Antônio Borges Dias; e o diretor-geral da Polícia Civil do DF, Eric Seba de Castro.

Participação dos filiados do SINPECPF — O sindicato entende que o evento é uma ótima oportunidade de unir forças com as demais categorias administrativas de segurança pública para pressionar o governo em prol de melhorias para a classe. “Temos vários interesses comuns que só serão atendidos se houver a mobilização de todos”, sentencia Éder.

O presidente promete discursar atacando os problemas vividos na Polícia Federal e mostrando os benefícios da reestruturação para a categoria. Na avaliação dele, o impacto da audiência dependerá da força de suas palavras e da participação em massa da categoria no evento. “O sindicato fará a parte dele e esperamos que os colegas também o façam! Portanto, compareça! É o melhor que você pode fazer pelo seu futuro”, conclama.

Para garantir a maior participação possível dos colegas, o sindicato solicitará à Direção-Geral a liberação dos servidores no horário da audiência. O sindicato poderá disponibilizar micro-ônibus para os colegas, mas desde que número suficiente manifeste interesse via e-mail. Se for o seu caso, mande sua mensagem para o endereço comunicacao@sinpecpf.org.br 

Comentários Recentes

Somente Logado!

Registrar