Polícia Federal nomeia 157 novos servidores para carreira administrativa

A carreira administrativa da Polícia Federal vai fechar a semana mais forte do que iniciou. É que, após mais de dois meses de espera, foi publicada nesta sexta-feira (8) a nomeação de 157 excedentes do concurso para Agente Administrativo realizado em 2014. Desde já o SINPECPF parabeniza os novos colegas e se coloca a disposição para ajudá-los nessa nova etapa de suas vidas.

Os novos servidores serão lotados em 16 diferentes unidades da federação. São elas: Acre, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Roraima, Santa Catarina e São Paulo. Eles ingressarão no órgão com missão já definida: substituir terceirizados e funcionários da Infraero que atuavam irregularmente no controle migratório realizado nos aeroportos.

Confira aqui a lista de nomeados.

Embora a chegada de novos servidores deva ser comemorada, a nova leva de nomeações ainda não é suficiente para suprir a carência de profissionais administrativos enfrentada pela PF. Tanto que a intenção inicial do órgão era convocar 204 novos servidores, número que corresponde a 50% da oferta inicial de vagas para o concurso, limite imposto pelo Decreto 6.944/2009 para convocações além das vagas previstas no edital. Esse quantitativo não pôde ser alcançado porque, em alguns dos estados que se beneficiariam dessa leva de nomeações, o cadastro reserva já foi esgotado.

“Infelizmente a Polícia Federal não pode, por força do edital do concurso, deslocar vagas de um estado para o outro quando isso ocorre”, explica o presidente do SINPECPF, Éder Fernando da Silva. Para garantir a nomeação do restante da lista, o órgão e o sindicato desejam que as próximas nomeações sejam desvinculadas da necessidade de substituição de terceirizados e de funcionários da Infraero que atuam nos aeroportos. “A PF precisa de administrativos em muitos outros setores”, ressalta o presidente.

Engajado desde o início na batalha pela nomeação dos novos colegas, o SINPECPF reforça aqui seu compromisso de seguir lutando até que todo o cadastro reserva seja nomeado. “A sociedade deseja ver a PF fortalecida, e esse processo passa pelo reforço dos quadros administrativos”, sentencia Éder.

Comentários Recentes

Somente Logado!

Registrar