Nota de repúdio a declaração do jornalista Paulo Henrique Amorim

O SINPECPF repudia com veemência a declaração do jornalista Paulo Henrique Amorim de que todos na Polícia Federal atuam de forma golpista, irresponsável e subversiva. Em vídeo, Amorim classifica a PF como “criminosa” e chega a sugerir que a presidente Dilma demita todos os servidores do órgão, “do diretor-geral ao contínuo que serve cafezinho”, para se preservar no poder.

Frisamos considerar legítima toda e qualquer manifestação política, pró ou contra o governo. Amorim tem, portanto, todo o direito de se posicionar como bem entender. Contudo, isso não dá a ele liberdade para caluniar todos os servidores da instituição em uma generalização torpe e repulsiva, pela qual ele responderá agora segundo os rigores da lei.

Como representante legal da categoria administrativa da PF, o SINPECPF se orgulha de contar em suas fileiras com milhares de filiados honestos e trabalhadores. Homens e mulheres que lutaram para ingressar na instituição sonhando contribuir no combate ao crime organizado e à corrupção que assolam nosso país. Várias ideologias, mas um mesmo ideal.

Do agente de telecomunicação ao médico; do engenheiro ao agente administrativo; do psicólogo ao motorista; de todos mais. Em comum, temos o orgulho de pertencer à instituição mais bem avaliada pela sociedade brasileira e a certeza de que o prestígio da PF passa por nosso árduo trabalho, desempenhado com afinco dia após dia.

Reiteramos que o sindicato representará contra Amorim por sua desastrosa declaração. Um jornalista tarimbado, com tantos anos de profissão tem a obrigação de saber onde acaba a liberdade de expressão e se inicia o crime contra a honra.

Comentários Recentes

Somente Logado!

Registrar