Folha banca saída de Cardozo do Ministério da Justiça

Segundo a colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, deve deixar a pasta nesta semana. Interlocutores da equipe de Dilma Rousseff teriam dito que a decisão já esta tomada e que Cardozo, que já teria ameaçado pedir demissão anteriormente, não deve voltar atrás desta vez.

O ministro já teria inclusive conversado com a presidente Dilma sobre sua saída, não sendo descartada a possibilidade de ele ser aproveitado em outro cargo. (ATUALIZAÇÃO: Bergamo afirma que o destino de Cardozo pode ser a AGU, e que o nome cotado para substitui-lo seria o de Wellington Cesar, procurador baiano ligado ao ministro Jaques Wagner, da Casa Civil.)

Nas últimas semanas, diversos veículos noticiaram supostas queixas de Cardozo em relação a críticas vindas da ala governista, da oposição e de representantes de setores empresariais sobre a condução das investigações realizadas pela Polícia Federal.  Segundo Bergamo, amigos do ministro afirmaram que a pressão chegou a limites “intoleráveis” nas últimas semanas.

Tendo a atuação criticada por todas as partes, Cardozo teria avaliado que sua saída ajudaria mais o governo que sua eventual permanência.

Cardozo está à frente do Ministério da Justiça desde janeiro de 2011, sendo o ministro mais longevo na história do cargo. Recebeu o SINPECPF em diversas oportunidades, declarando-se favorável aos pleitos de reestruturação da carreira e de modernização das atribuições. Contudo, apesar do apoio expresso do ministro, ambas as demandas ainda não foram concretizadas.

Comentários Recentes

Somente Logado!

Registrar