Chapa III - Luta, transparência e honestidade

O primeiro anteprojeto de lei criando um plano de carreira com a denominação de “Carreira Apoio à Atividade Policia Federal”, foi elaborado na gestão do Coronel Luiz de Alencar Araripe, pelo Ofício n° 079, de 29 de abril de 1985, outros bons projetos foram apresentados pelo Senhor: Romeu Tuma, como também pelo Senhor Diretor: Luiz Fernando Correa, em 2009, através do Oficio nº 930/2009 com afinco ao Ministro TARSO GENRO. Portanto, socializamos nossa plataforma para o triênio de 2016/2018:

Propostas da chapa;

01 – Reestruturação do plano Especial de Cargos da Policia Federal, tomando como parâmetro caput do art. 144 da CF/88 e transformar os proventos dos servidores do PEC em subsídios, com parâmetros dos Policiais Federais;
02 - Fornecer balancete das contas do sindicato trimestralmente nas redes sociais mais transparente;
03 - Combater toda e qualquer ação do ordenamento jurídico do DPF, que venha de encontro aos anseios dos servidores do PEC;
04 - Reservar 10% (dez por cento) da receita bruta do Sindicato com o objetivo de adquirir sede própria, inclusive com espaço para alojamento de servidor em transito em Brasília/DF, como também um veículo ponto zero para atender o deslocamento dos Diretores;
05 - Cotação de preços mais em conta de passagens aéreas para deslocamento de Diretores e representantes Estaduais para deliberar assunto pertinentes ao Sindicato;
06 - Busca de convênios que ofereçam diversos benefícios para os associados;
07 - Priorizar o atendimento ao servidor com mais de 60(sessenta) anos como determina a Lei da Informação, inclusive quando das demandas processuais junto a justiça;
08 - Inclusão de Auxilio Funeral ao Sindicalizado;
09 - Contratação de bancada de advogados para defender as demandas judiciais do Servidor do PEC;
10 - Maior integração no sentido de apoiar a representatividade do PEC entre os Estados;
11 - Democratização no Sindicato para as propostas apresentadas pelos sindicalizado e votadas pelo pleno, sejam cumpridas pela Diretoria;
12 - Compra de equipamentos como: tendas, som, megafone, para atender as demandas do Sindicato quando manifestar-se por GREVE- até que se regulamente a Resolução 151 da Organização Internacional do Trabalho;
13 - Colocar em AGE a inscrição do Sindicato na CONDSEF; (Confederação Nacional dos Trabalhadores no Serviço Público);
14 - Analisar as melhores teses de restruturação para os Servidores do PEC;
15 - Se não alcançarmos as melhorias pretendidas via administrativas, buscaremos, via Poder Judiciário.
16 - Cobrar do Poder Executivo - via judicial, o artigo 6° da Lei 9.367/96, (atribuições iguais ou assemelhadas). 
17 -  Lutar por uma paridade entre ativos e aposentados da Policia Federal.

No dia 29 do mês de abril do corrente ano, completou 30 anos que estamos esperando a criação de um plano de carreira, enquanto que, a partir de janeiro de 1985, numerosas carreiras foram criadas na administração pública federal, conforme pode-se ver no GOOGLE “Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais” e no Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.  Não há dúvidas, forças “ocultas”, não permitem criar carreira para nós.

De acordo com Relatório Sobre a Despesa Com Terceirizados, de 2010, foram contratados 4770 empregados terceirizados, sendo 1671 Recepcionistas e 994 Vigilantes, no que se refere aos recepcionistas, o quantitativo que era 1671, aumentou para 1844, será que o órgão policial demanda esse elevado de Recepcionistas?

Devemos solicitar a equiparação de acordo o Decreto n° 72.236, de 1972, artigo 5° alínea “a”, para aproveitar os servidores do PEC;

Art. 5° alínea “a”

“Art. 5°. Poderão integrar as Categorias Funcionais de que trata o artigo 3° deste Decreto, mediante transformação ou transposição, aos atuais cargos vagos e ocupados, cujas atividades guardem correlação com as indicadas no artigo 1°,

Vamos divulgar o SINPECPF junto aos servidores do PEC/DPF, para que tomem conhecimento de uma entidade organizada para defender seus interesses.
Reduzir os gastos com brindes, estadias, viagens inúteis e outras despesas
 
Imediatamente, convocaremos Assembleia Geral para reformar o estatuto, dentre outras propostas.  A Chapa “LUTA, TRANSPARENCIA E HONESTIDADE! ” Tem com finalidade lutar com todas as forças para que os servidores do PECDPF, alcancem seus objetivos, pois, já se passaram mais de 30 anos, nenhum dos nossos objetivos foram alcançados, tanto na gestão da ANASA, quanto na gestão do SINPECPF, sabemos que é difícil, mas não impossível.

Diretoria-Executiva:

Presidente – Paulo Sérgio Rodrigues dos Santos (DF)

Vice Presidente – Wellington Neves Liberato de Matos (DF)

Secretária Geral – Maria Rosa Silva Acosta (DF)

Diretor Financeiro – Fernando de Alencar Dantas (DF)

Diretor Jurídico – Sérgio Roberto Cunha Camargo (SP)

Diretor de Administração e Patrimônio – Hélio Alves Evanglista (SP)

Diretor de Assuntos Parlamentares – Antônio dos Santos (SE)

Diretor de Comunicação Social – Adailson Raul Klein de Aguiar (SP)

Diretor de Apoio aos Aposentados e Pensionistas – José Bruno Lotito Klar (SP)

Diretor de Assistência Social – Valter Tabor (SP)

 

Conselho Fiscal:

Marcos Alberto Gonçalves (SE)

Matusalem Alves de Oliveira (DF)

Jader dos Santos (SP)

 

Suplentes:

Luiz Carlos de Miranda Francisco (SP)

Marivaldo Francisco da Silva (SP)

Carlos Antônio de Queiroz Serpa (SP)

Comentários Recentes

Somente Logado!

Registrar