Ministério do Planejamento empurra reuniões de GTs para setembro e outubro

Em contato com o SINPECPF na manhã de hoje (20), o Ministério do Planejamento (MPOG) informou o adiamento da reunião prevista para a segunda quinzena de agosto. De acordo com o Planejamento, o restante de agosto será utilizado para fechar acordos com as categorias que ainda não aceitaram a proposta de 15,8% oferecida desde o ano passado. Com isso, todas as categorias que formalizaram acordo no ano passado tiveram suas agendas adiadas.

Ainda não há nova data confirmada para o encontro com o SINPECPF. O MPOG segue afirmando, contudo, que apresentará uma proposta concreta sobre a reestruturação da carreira na próxima reunião.

A opção por priorizar as negociações com as categorias que ainda não formalizaram acordo, segundo o Ministério, deve-se às restrições impostas pela Lei Orçamentária Anual (LOA), que precisa ser encaminhada ao Congresso Nacional até o final deste mês. Como as negociações com as demais categorias necessariamente não envolvem impacto orçamentário, não haveria urgência nessas reuniões.

Cobrança da Direção-Geral – O adiamento não agradou nem um pouco à diretoria do SINPECPF. O sindicato irá agora pressionar a Direção-Geral da Polícia Federal a explicar melhor o contexto das últimas reuniões dela com o Ministério do Planejamento, bem como por que em sua última mensagem o diretor-geral, Leandro Daiello Coimbra, afirma que a proposta de reestruturação será apresentada “até o final do ano”.

“Se a Direção-Geral sabe de mais detalhes sobre as negociações, deve partilhar com o sindicato”, avalia a presidente Leilane Ribeiro de Oliveira. Haveria um motivo plausível para a apresentação da proposta ter de esperar até o final do ano? A Direção-Geral se comprometeu a receber o sindicato até o final da semana para discutir as negociações sobre a reestruturação e sobre a nova delimitação de atribuições do órgão.

Comentários Recentes

Somente Logado!

Registrar