Entidades de classe da PF voltam a debater atuação conjunta

As lideranças classistas da PF voltaram a se reunir na sede da Ansef na noite de ontem (31) para articular atuação conjunta na defesa de uma ampla reforma institucional no órgão. Houve entendimento de que as diferentes categorias devem buscar consenso em temas chaves tais como a estrutura remuneratória (com diminuição das diferenças entre categorias), as atribuições e o estabelecimento de indicadores de produtividade para a PF.

A intenção é mostrar para a sociedade que os servidores não estão apenas “olhando para o próprio umbigo”, mas sim buscando tornar a PF uma instituição mais moderna e eficiente. “Com trinta anos de casa, sinto dizer isso, mas vejo a PF perdendo importância e credibilidade”, argumenta a suplente da diretoria do SINPECPF Jacqueline Rodrigues Fernandes. “Entendo que essa iniciativa conjunta deve trabalhar para reverter esse quadro”.

As entidades seguem apoiando a reestruturação do PECPF e concordaram em atacar conjuntamente as práticas de desvio de função e de terceirização irregular. O SINPECPF trabalhará agora para atualizar os números relativos a ambas.

Participaram da reunião, além do SINPECPF, o presidente da APCF, Carlos Antônio de Oliveira; o presidente da ANEPF (Associação Nacional dos Escrivães de Polícia Federal), Ricardo Wisnievski, acompanhado da diretora Saranita Sabença dos Santos; e o presidente da Ansef Nacional, João Antunes, que está arbitrando as negociações.

As entidades esperam formatar documento conjunto ainda em agosto, encaminhando-o à Direção-Geral por intermédio da Ansef.

Comentários Recentes

Somente Logado!

Registrar