Servidores homenageiam delegado Jorgeval em sua saída da CRH

A despedida do delegado Jorgeval Silva Costa do comando da Coordenação de Recursos Humanos (CRH) deveria servir de exemplo a todos que aspiram a uma chefia na PF. Enquanto uns se despedem sob vaias, Jorgeval deixa o posto que ocupou por quatro anos recebendo calorosas homenagens dos servidores. Reflexo de uma postura marcada por seriedade, competência e alegria. Nas palavras dos próprios colegas de trabalho, Jorgeval mostrou que "é possível ser chefe, sem perder a ternura".

A despedida aconteceu na sexta-feira (10), em um café da manhã marcado pelo bom humor e que contou com presença massiva de servidores da CRH. A quantidade de lágrimas e de abraços emocionados dava a exata medida do quanto ele é querido pela equipe. “Já vi muitas despedidas na PF, mas não me lembro de uma tão calorosa”, destacou o diretor de gestão de pessoal, Marcos Aurélio Moura. Jorgeval deixa a CRH para assumir o comando da Coordenação de Recrutamento e Seleção (Corec). “O esperamos de braços abertos”, avisaram os futuros colegas presentes na homenagem.

Jorgeval deixará saudades especialmente entre os servidores administrativos, não apenas pela simpatia no trato pessoal, mas também por seu apoio sincero ao pleito de reestruturação do PECPF. Enquanto esteve no comando da CRH, Jorgeval participou de diversas reuniões do SINPECPF com o Ministério do Planejamento e nelas sempre defendeu que os administrativos fossem mais valorizados na PF.


Jorgeval recebe homenagens dos colegas da CRH.

Convicto dos benefícios da reestruturação do PECPF, Jorgeval também auxiliou o SINPECPF fornecendo uma série de dados sobre a estrutura da carreira administrativa da PF, informações estas que permitiram ao ex-ministro do STF Ilmar Galvão elaborar seu parecer atestando a legalidade da proposta de reestruturação defendida pelo sindicato. Uma prova irrefutável de apreço por nossa categoria.


Para a colega Ercy Gomes de Carvalho, Jorgeval era quase uma unanimidade.
“Quem veio removido para CRH nestes últimos quatro anos não quis mais sair daqui!”

“O ‘Dr.Jorgeval’ vai deixar muitas saudades”, confirma a colega Ercy Gomes de Carvalho, que trabalhou ao lado dele por três anos. A colega Maria Goretti Távora Lima Alves segue a mesma linha, elogiando o caráter e a disponibilidade do agora ex-chefe. “Nunca o vi deixar de atender alguém, seja policial, administrativo, terceirizado ou mesmo gente de fora da PF”, lembra. “As portas do gabinete estavam sempre abertas”.


A colega Maria Goretti Távora Lima Alves exalta o caráter humano de Jorgeval.
“Ele sempre atendia pessoalmente a todos e nunca criava obstáculos”.

Já a colega Eliane Lopes de Freitas diz que sentirá falta do apoio e da confiança depositada em cada profissional da equipe. “Ele nos dava autonomia, mas sem nunca nos deixar na mão. Era um parceiro”, conta.

Para as colegas Ester Lacerda Silva e Gábia Guimarães, Jorgeval foi um excelente chefe, que usou sua personalidade calma e incentivadora para nortear a gestão da CRH. “Ele soube conduzir a CRH com autoridade e competência sem perder o sentido da realidade, valorizando as individualidades dos colegas de trabalho e demonstrando apoio”. Elas lembram ainda que Jorgeval comandou a CRH em tempos de falta de pessoal, tendo de lidar com toda a sobrecarga da equipe. “Mesmo assim, seu exemplo de justiça e disciplina ficará sempre em nossas lembranças”, pontuam.

Jorgeval se despediu enaltecendo as amizades forjadas em seus anos na CRH, laços que ele afirma pretender conservar pelo resto da vida. Ao SINPECPF, disse lamentar deixar a CRH antes de a semente da reestruturação dar frutos. Nós do sindicato julgamos que ele não deve desculpas por isso. Quisera o sindicato que todos os diretores da PF tivessem a mesma disposição em semear junto ao PECPF mostrada pelo colega Jorgeval, um verdadeiro parceiro da nossa categoria.


Para a colega Ester Lacerda Silva, a gestão de Jorgeval na CRH foi excelente.
“Todos guardaremos boas memórias."

Comentários Recentes

Somente Logado!

Registrar