Governo não apresenta proposta concreta e greve dos administrativos da PF continua

Em Assembleia realizada na manhã desta sexta-feira (24), os servidores administrativos da Polícia Federal decidiram continuar em greve até que o Ministério do Planejamento apresente proposta concreta com relação à reestruturação da carreira. A categoria também votou pela rejeição da proposta de reajuste de 15,8% parcelada em três anos que o governo está propondo para outras categorias.

Ontem (23), os administrativos marcharam até o Ministério do Planejamento para acompanhar reunião do sindicato da categoria (SINPECPF) com o Governo. Muitos pintaram o rosto de azul em protesto contra suposta declaração de Dilma de que a Polícia Federal teria “sangue-azul”. Alguns chegaram a imprimir seus salários divulgados no Portal da Transparência para mostrar que a realidade do servidor administrativo está bem distante do topo do serviço público.

A categoria também soltou dois mil balões simbolizando o desperdício de dinheiro que a PF pratica ao terceirizar atividades de segurança pública e ao desviar policiais para atividades administrativas. Segundo cálculo do sindicato, cerca de R$ 20 milhões são mensalmente perdidos desta forma.

Reunião sem propostas – Embora a categoria tenha tido de aguardar por quase oito horas de atraso para o início da reunião de ontem (23) com o Planejamento, nenhuma novidade foi apresentada no encontro. Não houve formalização de proposta para a categoria, apenas a sinalização de que o Governo não poderia oferecer muito além da margem de 15,8% já apresentada a outras categorias.

Uma nova reunião será marcada para a próxima semana. Até lá, a greve continua.

Clique aqui e confira as fotos da belíssima manifestação do SINPECPF em Brasília.

Comentários Recentes

Somente Logado!

Registrar