Servidores administrativos da PF fazem panfletagem no Aeroporto de Brasília

A insatisfação dos servidores administrativos da PF ecoou forte pelo aeroporto de Brasília nesta quinta-feira (16). E de lá decolou para todos os cantos do mundo. Em ação paralela à operação padrão deflagrada pelos policiais, os administrativos distribuíram panfletos que esclarecem a população sobre a preocupante situação em que se encontra a atividade meio da PF. O material aborda o risco de o Brasil passar vergonha nos grandes eventos em função da terceirização irregular e dos desvios de função praticados na PF.

O panfleto foi bem recebido pelo público do aeroporto. A gravidade da situação causava tanto espanto que muitos chegaram a expressar solidariedade à luta do sindicato. A panfletagem também chamou a atenção da imprensa, que compareceu em massa. Diversos veículos quiseram conhecer e entender as reivindicações da categoria, com inúmeras entrevistas com a presidente Leilane Ribeiro de Oliveira.

Durante a panfletagem, a presidente teve a oportunidade de conversar com o governador da Bahia, Jaques Wagner (PT). Ela pediu desculpas pelo contratempo ocasionado pela operação padrão e alertou o governador sobre os riscos assumidos pelo país em razão da demora na reestruturação da carreira administrativa.

Jaques Wagner disse compreender a luta. “Fui sindicalista”, lembrou. Impressionado com as informações relatadas pelo SINPECPF, o governador afirmou que irá conversar com as lideranças do governo sobre a situação dos administrativos da PF.

Operação-padrão – A operação padrão realizada pelos policiais também obteve grande visibilidade junto à mídia. Em conversa com os jornalistas, o presidente do Sindipol/DF, Jones Borges Leal, chegou a defender a reestruturação da carreira administrativa e cobrar o fim da terceirização irregular na PF.

Mobilização continua – Em Brasília, o foco da greve mudou do Ed. Sede para o Setor Policial Sul, em frente à Superintendência do Distrito Federal. A mudança agradou a maior parte da categoria, pois ofereceu maior visibilidade à mobilização. Em votação, os colegas de Brasília decidiram permanecer na SR amanhã (17).

Como boa parte dos colegas ficaram concentrados hoje por um período de tempo maior que o horário de expediente, amanhã a concentração começará às 12h00.

Comentários Recentes

Somente Logado!

Registrar