SINPECPF avalia ações contra aumento abusivo da GEAP

Tendo em vista as mudanças propostas nos valores de contribuição do Plano GEAP Saúde – que levam em conta as faixas etária e de remuneração dos servidores – a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Seguridade Social (CNTSS) realiza nesta sexta-feira (18), no auditório da CUT, em Brasília, reunião com as entidades nacionais assistidas pela Geap. O SINPECPF acompanhará os trabalhos para ficar a par dos encaminhamentos propostos contra as mudanças.

A Geap, por meio de seu Conselho Deliberativo (Condel), aprovou um reajuste abusivo que coloca na conta do servidor os erros cometidos pela gestão da entidade ao longo dos últimos anos. Com a nova tabela, o plano GeapSaúde individual passa a cobrar no mínimo R$ 165,00, com teto de R$ 525,00. Já no plano familiar o piso será de R$ 525,00, mais R$ 95,00 por dependente, com teto de R$1.150,00. Segundo cálculos da CNTSS, em alguns casos, o aumento da GEAP pode superar 100%. Clique aqui e faça a simulação para seu caso.

De acordo com o Condel, os ajustes pretendem melhorar a qualidade dos serviços prestados pela Fundação GEAP. Contudo, nenhuma garantia de que isso realmente irá acontecer foi dada aos servidores conveniados. Vale lembrar que GEAP vem sofrendo duras críticas nos últimos meses em razão do encolhimento de sua rede credenciada, principalmente após o falecimento do ex-secretário de recursos humanos do Ministério do Planejamento, Duvanier Paiva, em fevereiro deste ano.

O SINPECPF informa que, além de apoiar ações políticas contra o aumento da GEAP e pelo reajuste da assistência à saúde devida pelo Governo, está disponibilizando sua equipe de advogados para os colegas que se sentirem lesados pelos aumentos.

Ajustes no PF Saúde – As operadoras de saúde Amil Assistência Médica Internacional Ltda e Unimed Centro-Oeste e Tocantins – ambas conveniadas ao SINPECPF pelo PF Saúde – informam que também irão promover reajuste no valor de seus planos de saúde a partir deste mês, quando o convênio firmado com o SINPECPF completa um ano. Na Amil, o aumento dos planos será de 12%; já o reajuste da Unimed será de 9,79%. As operadoras justificam os novos valores em função do aumento dos custos médicos e hospitalares.

Comentários Recentes

Somente Logado!

Registrar