DG reafirma compromisso com reestruturação em reunião na Bahia

O diretor-geral da PF, Leandro Daiello Coimbra, esteve em Salvador (BA) na última quinta–feira (26) para posse do novo superintendente regional da PF na Bahia, César Augusto Toselli. Acompanhado dos diretores de inteligência policial (DIP), de gestão de pessoal (DGP) e de administração e logística de pessoal (DLOG), o DG aproveitou a estadia na capital baiana para se reunir com os servidores locais, em um encontro aberto a perguntas.

A oportunidade não passou despercebida pelos colegas baianos, que fizeram questão de “tomar” as primeiras filas do auditório da superintendência durante o encontro – a grande maioria devidamente uniformizada com a camiseta de protesto confeccionada pelo SINPECPF. O clima de insatisfação ficou evidenciada de tal forma que ficou impossível para os ocupantes da mesa ignorar a mensagem estampada no peito dos servidores.

E, felizmente, não foi o que o diretor-geral fez. Em seus pronunciamentos, Daiello mais uma vez reforçou a necessidade e a urgência da reestruturação do PECPF para a Polícia Federal, afirmando que atividade meio e atividade fim precisam caminhar lado a lado para o sucesso das operações da PF. O diretor também garantiu que está trabalhando para que a demanda avance no Ministério do Planejamento.

Policiais federais presentes ao encontro criticaram a precarização da mão de obra da PF, constatada no aumento de estagiários e de terceirizados, muitos destes assumindo funções que deveriam ser restritas a servidores de carreira. Também neste ponto, o DG defendeu a reestruturação do PECPF, enfatizando que somente por meio da valorização do servidor administrativo será possível coibir práticas como essas.

Questão salarial – Mais uma vez o diretor-geral afirmou que só avalizará uma proposta de reajuste salarial que contemple todas as categorias do órgão. Ele cobrou mais empenho das entidades de classe em criar um consenso sobre este tema, apresentando uma tabela única que possa ser remetida ao Ministério da Justiça.

Na avaliação do representante estadual do SINPECPF na Bahia, Sidney Alcântara Borges, a reunião foi positiva. “Segundo depoimentos de vários colegas policiais e ADM´s mais antigos, essa foi a primeira vez que um diretor-geral se dispôs a responder diretamente os questionamentos dos servidores”, destacou, parabenizando Daiello pela decisão. “A participação da categoria foi marcante, com vários outros questionamentos, aproveitando muito bem a oportunidade”, completou.

Comentários Recentes

Somente Logado!

Registrar