SINPECPF esclarece boatos sobre reajuste salarial

O SINPECPF esclarece que o e-mail que vem circulando entre os colegas afirmando que a proposta de reajuste salarial defendida pelo sindicato não prevê aumento para servidores de nível intermediário não condiz com a realidade. O boato é fruto de grande mal-entendido e aproveitamos este espaço para esclarecer todos os pontos acerca da questão.

Conforme foi amplamente divulgado em nosso site, nossa proposta de reestruturação caminha em paralelo à campanha pelo reajuste. Optamos por essa estratégia por entender que a demanda financeira poderia servir como pretexto para que o Ministério do Planejamento não autorizasse a transformação dos cargos conforme almejamos.

Assim, a proposta de reestruturação foi encaminhada ao Planejamento com a tabela vigente a época – março de 2010 –, ou seja, na tabela anexada à proposta não constava sequer a última parcela do reajuste negociado em 2007, implementada no contracheque de maio de 2010.

Vale então ressaltar: reestruturação dos cargos e reajuste salarial são demandas distintas, independentes uma da outra. Nosso projeto de reestruturação não prevê aumento de despesas, por isso a tabela contida nele é a vigente.

A proposta de reajuste que defendemos foi elaborada em parceria com as demais entidades de classe da Polícia Federal e no momento está sendo analisada pela instituição para avaliação do impacto financeiro que irá produzir. Nela, defendemos que as remunerações de todos os cargos sejam reajustadas de forma substancial. Para que não haja mais dúvidas sobre o reajuste que o sindicato defende, decidimos disponibilizar a tabela referente ao PECPF para os filiados cadastrados. Para acessá-la, basta clicar aqui.

Ressaltamos que a tabela referente ao PECPF também foi encaminhada aos representantes estaduais por e-mail.

Desta forma, é fácil entender como se originou o boato relatado aqui. Algum colega desatento provavelmente teve acesso ao projeto encaminhado ao Ministério do Planejamento e julgou que a tabela constante nele seria o reajuste defendido pelo PECPF. Sem se dar ao trabalho de checar esta informação junto ao sindicato, esse colega tratou de repassá-la de forma incorreta para outros servidores, gerando um efeito cascata de desinformação. Esperamos que, com os esclarecimentos desta nota, possamos colocar fim a este mal-entendido.

Por fim, o sindicato faz um apelo aos colegas: jamais repassem e-mails sobre os projetos do sindicato sem antes checar a veracidade das informações contidas no mesmo. Para tanto, basta entrar em contato com o sindicato. Responderemos o seu questionamento com todo prazer.

Comentários Recentes

Somente Logado!

Registrar