Servidores gaúchos se reunem para traçar estratégias de luta pela reestruturação

Na última quarta-feira (23), a presidente do SINPECPF, Leilane Ribeiro de Oliveira, reuniu-se com os servidores do PECPF lotados na Superintendência de Porto Alegre – RS, em encontro que serviu para debater as atuais demandas da categoria e para convocar os colegas gaúchos a participar de uma “peleia” em plena Esquina Democrática: protestar contra a demora do governo em reestruturar a carreira administrativa da Polícia Federal.

Logo no início do encontro, Leilane, acompanhada pela vice-presidente do SINPECPF e também representante do sindicato no Rio Grande do Sul, Cleuza Menezes, situou os colegas acerca do andamento das principais demandas da categoria hoje. Como de praxe, a reunião foi dominada pelo debate acerca da reestruturação da carreira, principal bandeira empunhada pelo sindicato. Os colegas gaúchos queriam conhecer os detalhes do processo de negociação com o Ministério do Planejamento.

A proposta de racionalização oferecida pelo MPOG foi explicada em detalhes pela presidente. Muito simples, o projeto prevê unicamente a aglutinação de cinco cargos de nível intermediário – agente administrativo, auxiliar em administração, agente de comunicação social, datilógrafo e digitador – em apenas um. Para Leilane, a proposta é inaceitável, pois não contempla todos os servidores da categoria no processo. “Consultamos um jurista renomado e ele nos garantiu que nossa proposta inicial – que engloba todos os cargos – é legal. Se existe um motivo para não reestruturar o PECPF, este motivo é político!”, destacou.

Leilane também comentou os encontros que teve com o ministro do planejamento, Paulo Bernardo, e com o chefe de gabinete do presidente da república, Gilberto Carvalho. Segundo a presidente, estes encontros deixam clara a intenção do atual governo de criar algo próximo ao antigo Plano Geral de Cargos, com servidores de atribuições genéricas que poderiam ser lotados em qualquer órgão do serviço público. “Na minha opinião, isso é um claro retrocesso, especialmente no caso da Polícia Federal, órgão no qual os servidores desempenham atribuições únicas”.

A presidente também destacou os esforços do sindicato para que a reestruturação da carreira seja incluída na Lei Orgânica da Polícia Federal. “Obtivemos grande repercussão durante as audiências públicas, e os parlamentares estão sensibilizados com nossa causa. É hora de colhermos os frutos do trabalho, exigindo que a lei preveja a reestruturação da carreira”.

Homenagem à Superintendência do Estado

Após a reunião, os servidores do PECPF rumaram para a Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul, para prestigiar a homenagem dos deputados gaúchos aos 45 anos de criação da Superintendência do estado.

A homenagem foi proposta pelo deputado Carlos Gomes (PRB), que também fez a entrega da Medalha da 52ª Legislatura a policiais federais que se destacaram no trabalho junto à instituição no estado. A homenagem foi feita na sala da presidência da Assembleia Legislativa gaúcha e agraciou o agente Milton Gaspar Ribeiro de Campos Filho, o mais antigo policial federal em atividade no Rio Grande do Sul; o Superintendente da Polícia Federal do Rio Grande do Sul, delegado Ildo Gasparetto, que já esteve à frente da Delegacia de Polícia Federal de Santa Maria e também da Delegacia Regional de Combate ao Crime Organizado no Rio Grande do Sul; e o delegado de Polícia Federal José Antônio Hahn, que participou ativamente na consolidação da imagem da Polícia Federal desde o seu ingresso na instituição, em 1970, até a aposentadoria, em 1988.

Com informações da jornalista Marinella Peruzzo.

Reunião com Sindicato dos Policiais

Durante as audiências públicas promovidas pela comissão especial que analisa o projeto de Lei Orgânica da PF na Câmara dos Deputados, o presidente do sindicato dos policiais federais no Rio Grande do Sul (Sinpef/RS), Paulo Paes, foi um dos servidores da carreira policial que destacaram a importância da inclusão da reestruturação da carreira administrativa no texto legal. Ciente de que Paes é aliado da causa administrativa, a presidente do SINPECPF visitou a sede do Sinpef/RS para agradecer o apoio.

Durante o encontro, os representantes do SINPECPF informaram Paes sobre a manifestação que o sindicato faria no dia 24. “Queremos mostrar a sociedade que as lideranças do atual governo fazem promessas e não as cumprem, e que ainda assim pretendem se eleger para novos mandatos”, explicou Leilane. Ao conhecer os detalhes da manifestação, Paes assegurou seu apoio ao movimento e também manifestou sua decepção com os governantes. “A Polícia Federal está em uma situação muito delicada. Nossas autoridades precisam agir para solucionar nossos problemas internos”, afirmou.

Comentários Recentes

Somente Logado!

Registrar