PF decide padronizar crachás dos servidores: todos passarão a ser azuis

Uma vitória contra a discriminação dentro do Departamento de Polícia Federal. Assim deve ser vista a decisão de padronizar os crachás funcionais das categorias existentes no órgão. A PF irá publicar amanhã (25), Instrução Normativa que estabelece que todos os seus servidores passarão a utilizar crachás azuis, para impedir que a cor seja utilizada como fator discriminatório entre categorias distintas. A medida atende ao pedido formulado pelo SINPECPF, que, em abril deste ano, encaminhou ofício à direção da PF solicitando a padronização dos crachás.

Até hoje, existiam dois padrões de cores para a identificação dos servidores do órgão: azul, para servidores de carreira policial e amarelo para servidores do Plano Especial de Cargos do Departamento de Polícia Federal (PECPF). Distinções como essa não são usuais no serviço público, e o motivo para que ela existisse jamais foi esclarecido. Para a presidente do SINPECPF, a diferenciação de cores não trouxe benefício algum, tanto para os servidores, quanto para o próprio DPF. “Se existia alguma intenção de proteger o servidor que não desempenha atividade policial, o objetivo não foi alcançado. A diferenciação só era compreendida dentro do órgão, e podia acarretar em discriminações”, afirma a presidente.

O SINPECPF comemora a decisão de padronizar os crachás tomada pela direção da Polícia Federal. Um gesto simples, que demonstra a importância de não haver tratamento diferenciado entre servidores do mesmo órgão. Que este seja o primeiro passo rumo a mudanças na cultura institucional da PF.

Comentários Recentes

Somente Logado!

Registrar