Planejamento pede nova reunião para apresentar proposta de racionalização

Nenhuma proposta concreta foi apresentada pelo Ministério do Planejamento aos servidores do PECPF na reunião realizada na noite de ontem (11). Segundo os técnicos do MPOG, a demora da Polícia Federal em fornecer alguns dos dados necessários para a análise os obrigou a atrasar o cronograma de trabalhos. “Sabemos que não era isso que vocês queriam ouvir, mas ainda não concluímos nossa tarefa”, justificou-se Eliane Aparecida da Cruz, coordenadora geral de negociação e relações sindicais do MPOG.

O Departamento de Polícia Federal esteve novamente representado na reunião. O diretor de gestão de pessoal, Joaquim Mesquita, desculpou-se pela demora no fornecimento de dados. “Infelizmente, sofremos com a falta de servidores. Para agravar o quadro, houve paralisações durante o processo, dificultando nosso trabalho”. O coordenador de recursos humanos da PF, Jorgeval Silva Costa, também admitiu a demora, mas logo em seguida ressaltou a qualidade do trabalho fornecido ao MPOG. “O relatório final está muito bom, e ele ajudará o Planejamento a solucionar a questão o mais rapidamente possível”, afirmou.

A presidente do SINPECPF, Leilane Ribeiro de Oliveira, se disse frustrada pela ausência de uma resposta concreta. “A categoria está impaciente, ansiosa para conhecer o posicionamento do MPOG”, esclareceu. Para Eliane Cruz, a categoria deve manter a calma, pois as negociações irão avançar ainda nesta semana. “Gostaríamos que o SINPECPF e a PF formassem um pequeno grupo para acompanhar os trabalhos de perto, conversando com a equipe responsável”, propôs.

A coordenadora-geral demodernização e administração do Ministério da Justiça, Raquel Marshall Gadea, solicitou que o MJ também acompanhe os trabalhos. “Vim aqui hoje, em nome do MJ, deixar claro que este projeto é uma prioridade para nosso ministro. Também queremos acompanhar todo o processo de perto”, salientou.

A diretora de assuntos parlamentares do SINPECF, Paulena Martins Nunes, pediu que Eliane adiantasse algumas das propostas que serão apresentadas. Segundo a coordenadora do MPOG, os técnicos irão propor a racionalização do PECPF, sem que haja criação de uma nova carreira. “Podemos enquadrar os servidores em novos cargos genéricos dentro do próprio PECPF. Acreditamos que essa solução atenderia às demandas da categoria”, explicou.

A nova reunião com o Planejamento será agendada ainda nesta quarta-feira. Joaquim Mesquita já se prontificou a participar do novo encontro, colocando-se “24 horas à disposição do MPOG”. O SINPECPF espera que o próximo encontro traga avanços mais claros na negociação.

Comentários Recentes

Somente Logado!

Registrar