SINPECPF reúne-se com superintendente do Distrito Federal

Sob clima de grande cordialidade, a presidente do SINPECPF, Leilane Ribeiro de Oliveira, reuniu-se, pela manhã da última sexta-feira (26/02), com a Superintendente do Departamento de Polícia Federal no Distrito Federal, Mara Toledo Piza, para debater as demandas e as dificuldades enfrentadas pelos servidores do PECPF lotados na SR/DPF/DF.

Ciente do encontro entre o sindicato e os servidores lotados na superintendência, a superintendente quis logo saber quais foram às dificuldades debatidas na ocasião. A presidente do SINPECPF esclareceu que não houve queixas específicas em relação à superintendência, mas ao DPF como um todo. “Temas como a dificuldade na liberação de verbas para viagens de servidores administrativos e o assédio moral praticado por chefias e outras categorias estavam entre as principais reclamações.”, explicou Leilane. “Sabemos que estes problemas não são exclusividade do Distrito Federal, mas gostaríamos da sua colaboração para enfrentá-los.”, completou.

A superintendente revelou-se decepcionada em saber que na Polícia Federal ainda existem profissionais que não tratam os colegas com o devido respeito. Entretanto, na opinião dela, é importante que a categoria não generalize a questão, pois este tipo de comportamento não é a regra geral. “Quando um caso deste tipo chegar ao nosso conhecimento, ele será devidamente apurado: ouviremos os envolvidos e responsabilizaremos os culpados, quando existirem.”, afirmou Mara. Para a superintendente, é importante que o sindicato instrua o servidor a não aceitar qualquer tipo de constrangimento. “Essa é a política do SINPECPF.”, esclareceu Leilane.

Em relação aos recursos para viagens, a superintendente revelou que todas passam por um processo rigoroso de avaliação antes de ser autorizadas. Segundo ela, essa política garante que apenas aquelas realmente necessárias sejam realizadas. “Hoje, o DPF é regido por um série de diretrizes em prol da eficiência na gestão. Sabemos que as viagens são muito importantes para alguns servidores, contudo, devemos nos pautar pelo interesse público de ver uma polícia eficiente.”

Leilane também abordou o projeto de reestruturação da carreira e as negociações pelo reajuste salarial para a categoria, questões essas que contam com o total apoio da superintendente. “Acho essa demanda extremamente justa. Convivo lado a lado com excelentes profissionais do PECPF e quero ver o trabalho deles reconhecido.”, declarou. Mara também citou a dificuldade enfrentada em função da carência de profissionais administrativos e disse acreditar que a reestruturação, seguida de um novo concurso, é a solução para o problema.

Por fim, a superintendente disse apoiar qualquer iniciativa da SINPECPF em prol da reestruturação da categoria. “Estou do lado de vocês e mais que isso: estou do lado da Administração, que já deixou bem clara sua posição de defesa em relação a esta demanda”.

Comentários Recentes

Somente Logado!

Registrar