Financiamento habitacional para servidor público vai abranger policiais civis e militares

Policiais civis e militares de todo o país terão os mesmos benefícios dos servidores públicos federais para financiar imóveis em condições privilegiadas. O ministro da Previdência, José Pimentel, anunciou ontem que as duas categorias serão incluídas na linha de crédito habitacional que deve ser lançada pelo governo na semana que vem, junto com a Caixa e o Banco do Brasil, para financiamento da casa própria a juros mais baixos que os praticados no mercado. A iniciativa é mais uma medida para estimular o setor da construção civil, que vem sendo impactado negativamente pela restrição e encarecimento do crédito, conseqüência do agravamento da crise financeira internacional. Na quarta-feira, o governo autorizou os bancos a usar recursos da caderneta de poupança para socorrer construtoras com dificuldades financeiras devido à escassez de crédito.

A princípio, o convênio com a Caixa e o Banco do Brasil beneficiaria 100,8 mil servidores da Previdência Social, Dataprev (empresa de processamento de dados da Previdência) e do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Com o agravamento da crise, o governo resolveu ampliar a linha de crédito para todos os servidores públicos federais e policiais civis e militares. “É uma demanda histórica, que agora está sendo atendida, com juros menores que os do mercado. E o benefício atenderá servidores ativos e inativos”, destacou José Pimentel.

Segundo a Confederação dos Trabalhadores do Serviço Público Federal (Condsef), cerca de 50% dos servidores públicos federais não têm casa própria. “Muitos servidores vivem no aluguel, pois não têm condições de fazer um financiamento e pagar uma prestação compatível com a sua renda. Aqui em Brasília, então, é pior ainda”, afirma Sérgio Ronaldo, presidente da Condsef. “A notícia vem em boa hora. Aluguel paga hoje e amanhã já está devendo”, afirma.

Um mês grátis

Na Caixa, poderá ser financiado até 100% do imóvel novo ou usado. A taxa varia de 8,4% a 10,5% ao ano mais Taxa Referencial (TR) para financiamento de R$ 130 mil a R$ 350 mil. Para imóveis acima deste valor, os juros são de 12%. A Caixa também vai oferecer essa linha de crédito para reforma e construção. O prazo máximo para pagamento são 30 anos. Pelo BB, será possível financiar até 80% do valor do imóvel para pagamento em até 20 anos. As taxas variam de 8,9% a 11,9% ao ano para imóveis entre R$ 120 mil a R$ 350 mil e de 13,5% ao ano para financiamentos acima desses valores.

Uma vez por ano, o cliente do BB poderá escolher um mês para não pagar a prestação. Na data escolhida, só quitará o montante referente ao seguro e às taxas administrativas. Nessa linha exclusiva, as duas instituições oferecem ao cliente carência de seis meses para começar a pagar as prestações. No caso da Caixa, porém, se o servidor optar pelo período de carência, não poderá financiar 100% do imóvel. Outra vantagem oferecida pelos dois bancos é que o servidor não precisa estar comprando o primeiro imóvel.  

(Fonte: Jornal Correio Braziliense)

Comentários Recentes

Somente Logado!

Registrar