Governo não aceita contraproposta da categoria e nova reunião ocorrerá na próxima terça-feira. Greve completa 30 dias.

Terminou por volta das 13h30, desta quinta-feira, 25, areunião de negociação agendada pelo Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão com a diretoria do SINPECPF. A contraproposta encaminhada pelo Sindicato, na semana passada, não foi aceita pelo governo e uma nova reunião ficou marcada para a próxima terça-feira, 30, a partir das 18h00, em que a bancada governamental se compromete a apresentar a sua nova proposta.

Da reunião participaram, além dos diretores do SINPECPF, o chefe de gabinete do ministro da Justiça, professor Ronaldo Teixeira; o  novo diretor de Relações Sindicais do MP, Nelson Freitas, e assessores, bem como o Diretor de Gestão de Pessoal da PF, Luiz Pontel, juntamente assessores da área de recursos humanos.

A pedido do SINPECPF, o deputado federal, Nelson Pellegrino (PT/BA), acompanhou a diretoria do Sindicato e interviu em defesa das reivindicações dos servidores do PECPF.

A presidente do SINPECPF, Hélia Cassemiro, falou em nome da diretoria e lembrou à bancada governamental que os servidores estão colaborando no processo de negociação e que já apresentaram contrapropostas ao governo.

Segundo ela, a categoria esperou 100 dias pela definição de uma proposta de reestruturação, período de atividades do Grupo de Trabalho, instituído pelo Ministério do Planejamento.

Como as negociações não avançaram, decidiu deflagrar greve por tempo indeterminado. O movimento grevista completa, nesta quinta-feira, 30 dias, com mais de 90% dos servidores parados.

O deputado Nelson Pelegrino fez uma intervenção importante na reunião ao argumentar que o governo precisa fazer um esforço adicional para construir uma proposta que se aproxime dos anseios dos servidores.

Comunicação Social/SINPECPF

Comentários Recentes

Somente Logado!

Registrar