Entidades de classe declaram apoio a greve e FENAPEF anuncia que vai sugerir durante assembléia geral da entidade um dia de paralisação dos policiais em adesão ao PECPF

A greve do PECPF recebeu apoio nesta terça-feira, 9, de várias entidades de classe da Polícia Federal. Uma delas é a Federação Nacional dos Policiais Federais (FENAPEF). Durante pronunciamento, em frente ao edifício-sede da PF, o presidente da entidade, Marcos Vinício Wink, disse que vai sugerir amanhã,10, durante Assembléia Geral Extraordinária da Federação – que está acontecendo em Brasília - que todos os policiais federais do país realizem um dia de paralisação em solidariedade aos servidores do Plano Especial de Cargos da Polícia Federal.

 Segundo ele, a proposta terá que ser aprovada ainda em assembléias nos Estados. “Temos que resolver a questão do PECPF”, destacou ele. A proposta do presidente da FENAPEF recebeu o apoio de 10 presidentes de sindicatos de policiais federais, que também participaram das atividades de greve do PECPF, em Brasília. Eles declararam voto favorável ao dia de paralisação.

O presidente do Sindicato dos Policiais Federais do Acre, Luiz Carlos de Oliveira, disse que a greve no estado está fortalecida. “A Superintendência em Rio Branco está totalmente parada e nós viemos aqui trazer nosso apoio aos servidores do PECPF”, enfatizou.

O representante de Rondônia também informou que está apoiando o movimento grevista em seu estado. O presidente do Sindicato do Amapá, Jasildo Moura Santos, lamentou que o governo não tenha honrado o compromisso com a categoria, ressaltando, ainda, que com muita luta “ as reivindicações do PECPF serão atendidas”.

Também manifestaram apoio a categoria dirigentes de outras entidades de classe, a exemplo do SINDIPOL/DF, DIREF e ANSEF.

O presidente do SINDIPOL/DF, Luiz Cláudio da Costa Avelar, parabenizou o SINPECPF pelo nível da adesão ao movimento grevista. Ele colocou-se a disposição de categoria e anunciou o patrocínio de mil camisas. Afirmou, ainda, que irá reunir-se com o Diretor Geral da Polícia Federal e solicitar uma solução para a questão do Plano Especial de Cargos. “Unidos seremos mais fortes”.

O presidente da ANSEF, Afonso Ligório de Barros Cotta, também ressaltou a repercussão do movimento grevista. “Colegas nós estamos totalmente solidários a luta de vocês, que está fortalecida em todo o país”,.

Já o presidente da DIREF, José Wellington Ferreira, declarou estar emocionado com a capacidade de mobilização dos servidores do PECPF.  “Sabemos que é uma luta de muita persistência, mas não vamos desistir. A DIREF vai apoiar e todos os dias até obtermos a reestruturação, vou ficar com vocês”, destacou.

Logo após as falas das lideranças sindicais, foi realizada apresentação do grupo de Dança do Ventre Zahara, como parte da programação cultural de greve. Quatro bailarinas mostraram beleza em variados passes da dança, arrancando aplausos da platéia.

Comunicação Social/SINPECPF

 

 

 

 

.

 

 

Comentários Recentes

Somente Logado!

Registrar